Processed with VSCOcam with 5 preset

Como todos os meus amigos que já viajaram comigo falam eu já até admiti que eu sou chatíssima com cronogramas, roteiros e horários para a viagem. Chegou a hora de passar o fim de semana acampando e explorando trilhas num Parque Nacional e eu decidi vir dividir com vocês as etapas do planejamento da viagem até agora. Não é porque é pro interior do estado que a programação tem que ser menos que uma viagem pra fora do Ceará, hein? O destino da vez: Ubajara e seu Parque Nacional!

O município de Ubajara é um dos poucos do estado que, por conta da altitude (845m), tem um clima frio. Tá, pra quem vem do sul do país o clima chega a ser, no máximo, agradável tendo uma média entre 18°C e 28°C no verão. A sua localização fica no oeste do estado e faz divisa com o Piauí. O nome da cidade é de origem indígena e segundo o Wikipédia a tradução significa Senhor da Canoa (Ubá = Canoa / Jara = Senhor). Segundo uma lenda o nome vem de um cacique que teria morado na principal gruta da cidade por muitos anos. Grutas? Sim! Grutas, cachoeiras, mirantes, bondinho, trilhas e camping foram as coisas que me fizeram ficar com vontade de conhecer o lugar.

mapa ubajara.fw

Processed with VSCOcam with 5 preset

O Parque Nacional de Ubajara, que fica na região da Ibiapaba, é um dos menores do Brasil e é uma das principais atrações turísticas da cidade. Com aproximadamente duas trilhas pelo parque e uma rota de bondinho que levam até a gruta e as cachoeiras o parque oferece opções tanto para quem tem condicionamento físico quanto para quem não tem. A grande atração é a Gruta de Ubajara, tendo acesso por uma trilha de 8km ou bondinho. Para visitar o mirante do parque por dentro da floresta são 1,5km andando e para continuar até a cachoeira do Cafundó são 3km de trilha leve. O parque é aberto de terça a domingo a partir das 8h até as 17h. A visitação da gruta começa as 9h e vai até as 15h. O teleférico do parque (bondinho) funciona das 9h até as 14:30h. É essencial ir com tênis ou calçado de aventura, roupas leves e levar água.

Processed with VSCOcam with 5 preset

Hora de acertar tudo. Como não tenho experiência o suficiente pra pegar estrada com o carro (são aproximadamente 8h de Fortaleza a Ubajara pela CE-222) decidimos comprar as passagens de ônibus pela Guanabara. Quem viaja de ônibus sabe que, aqui pelo Nordeste, é a melhor opção de empresa que se tem. Cada trecho custou aproximadamente 50R$ com o seguro e taxas de embarque. Bem mais em conta que encher o tanque pra ir de carro. Se você vai em grupo pequeno talvez seja bom fazer as contas por conta do preço alto da gasolina!

Processed with VSCOcam with 5 preset

E como eu tava precisando de um tênis pra aventura, como já tinha falado nesse post aqui, resolvi comprar um já que a Centauro e a Netshoes tavam fazendo liquidação desses modelos. Comprei uma bota da Nord, que é a marca da própria Centauro, por 170R$. Por mais que eu tenha procurado uma da Timberland não achei por aqui nem por site que entregasse até a data da viagem. Espero que essa seja confortável pra andar no mato!


hotel.fw

Na mochila eu coloquei: duas mudas de roupas, um hoodie (espero que faça frio), remédios e materiais de higiene pessoal. O segredo é sempre minimizar a carga que você vai levar. Como pretendemos acampar no meio das trilhas também estamos levando, além da barraca e colchonete, lanternas, panelas, comida enlatada (atum, feijão, arroz), batatas, pão, leite, queijo e barrinhas de cereal pra lancharmos na trilha. Também não poderia deixar de levar o bikini pra aproveitar as cachoeiras, né? Caso nós não tenhamos a possibilidade de acampar dentro do parque (o que é uma possibilidade) iremos para o Neblina Park Hotel, onde eles tem uma estrutura para camping por 30R$ por pessoa a diária. É sempre muito importante ter um plano B pra hora da zica!

E vocês, curtem acampar? Onde vocês gostariam de acampar? 😀